BMFC
Newsletter 125
Biblioteca a (va)Ler
Newsletter mensal de notícias, atividades e novidades da
Biblioteca Municipal Ferreira de Castro
Junho 2019



Destaques...   

Oficina “Micro Contos”
15 junho 2019 | 10h00 às 13h00 | Inscrições disponíveis até 07 junho
newsletter bmfc Integrada no programa ‘Fazer saber Saber fazer’ e orientada por Fernando Guerreiro, esta oficina visa dotar os/as participantes (jovens >12 anos e adultos) de ferramentas e técnicas para contar e escrever histórias.
As inscrições são gratuitas e limitadas a 20 participantes (mínimo 10) e devem ser realizadas na BMFC ou através dos emails [email protected] /[email protected]


Aconteceu...    

Comemorações Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor
Para assinalar o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, a biblioteca, em colaboração com os Agrupamentos de Escolas do município e a Divisão Municipal da Educação, realizou um encontro com o escritor oliveirense João Manuel Ribeiro. Os/As participantes colocaram questões ao escritor e apresentaram dinâmicas relacionadas com algumas obras do autor.
newsletter bmfc

Apresentações dos livros «Não há duas sem três, mas desta é de vez!» de Henrique Pereira e «Aqui, onde me encontro» de Magui Ramalho
No passado dia 10 de maio, o escritor oliveirense Henrique Pereira apresentou a sua mais recente obra de literatura infantil «Não há duas sem três, mas desta é de vez!», uma publicação da Edições Livro Directo. A ilustradora do livro, Alexandra Gonçalves dinamizou esta apresentação com a realização de desenhos ao vivo.
newsletter bmfc

No dia 11 de maio, num final de tarde recheado com música e poesia, a biblioteca acolheu a oliveirense Magui Ramalho que presenteou o público com o seu último livro de poesia «Aqui, onde me encontro», uma edição da Seda Publicações.
newsletter bmfc


Acontece...    

bibli(U)NESCO
junho 2019 | Conhecer o Objetivo 13 - Ação climática
newsletter bmfc Em 2016 entrou em vigor a resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) intitulada “Transformar o nosso mundo: Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável”, constituída por 17 objetivos definidos em 169 metas, as quais devem ser alcançadas através de diversas iniciativas de caráter global, regional, nacional e local, colocadas em prática por organizações governamentais e não-governamentais e pelos cidadãos em geral, de modo a alcançar um futuro próspero e sustentável. Trata-se de uma agenda alargada e ambiciosa, “feita por pessoas para pessoas”, que aborda várias dimensões do desenvolvimento social, económico, ambiental, cultural sustentável e que promove a paz, a justiça e instituições eficazes. A UNESCO tem um papel fundamental na concretização destes objetivos, colocando em prática diversos programas de ação promotores de um desenvolvimento sustentável. Através de múltiplos projetos nas valências da Educação, Ciência, Cultura e Comunicação, a UNESCO contribui de forma integrada e interliga os 17 objetivos.
Este mês, a biblioteca destaca e dá a conhecer o Objetivo 13 – Ação Climática.

Ainda no âmbito do projeto bibli(U)NESCO, durante o mês de junho, a biblioteca municipal vai promover três exposições temáticas e sessões de contos que assinalam o Dia Mundial dos Oceanos (8 de junho). A data foi criada em 08 de junho do ano 1992 durante a Cimeira da Terra no Rio de Janeiro, pela Organização das Nações Unidas. Os oceanos cobrem 71% da superfície da terra e são fundamentais para o funcionamento do planeta. Os mares enfrentam constantemente os diversos e graves perigos causados pelas atividades do ser humano, entre os que se encontram a super exploração dos seus recursos naturais, a destruição e modificação dos seus habitats e a contaminação das suas águas e dos seus habitantes. Tendo em conta o malefício que estas atividades provocam ao ecossistema é prioritário conscientizar a nível mundial sobre esta situação, a fim de evitar a destruição deste recurso natural imprescindível. Sendo um assunto amplamente discutido, a Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar foi aberta à assinatura em 10 de dezembro de 1982 e a proteção dos oceanos de todo o mundo e das respetivas costas é um dos principais objetivos (Obj. 14) da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável.

Exposição ‘O que é a felicidade?’
» 1 junho 2019 | Horário BMFC | Entrada livre
newsletter bmfc Exposição dos trabalhos realizados pelos/as alunos/as dos agrupamentos de escolas do município presentes ao concurso ‘O que é a felicidade?’, uma iniciativa que integra a Mostra Concelhia de Bibliotecas Escolares.
A Comissão Nacional da UNESCO (CNU) lançou, entre os dias 7 de outubro de 2018 e 08 de fevereiro de 2019, um concurso para a Rede das Bibliotecas Associadas à CNU sob o tema “O que é a Felicidade?” que pressuponha a criação, pelos utilizadores das Bibliotecas Associadas, de um cartaz sobre a Felicidade.
A BMFC, enquanto biblioteca associada da CNU, e através do Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE), dirigiu o desafio aos Professores Bibliotecários dos estabelecimentos de Ensino do Concelho. Após a análise dos cerca de 70 trabalhos apresentados, foram selecionados os 5 que representaram a biblioteca. No concurso, o cartaz "Que a felicidade vire rotina", da autoria de David Fidalgo, do Agrupamento de Escolas Dr. Ferreira da Silva, foi vencedor da categoria juvenil (11-18 anos).

Mostra Concelhia das Bibliotecas Escolares 2019
» 1 junho 2019 | Parque de La-Salette | 10h00 às 12h30 e 13h30 às 20h00
Integrada nas comemorações da Semana da Criança, e em parceria com os Agrupamentos de Escolas do Município de Oliveira de Azeméis e a Divisão Municipal de Educação e Centro de Formação AVCOA , está patente ao público, no Parque de La-Salette, a Mostra Concelhia das Bibliotecas Escolares.
Diariamente, a BMFC e as Bibliotecas Escolares dos diferentes agrupamentos de escolas desenvolvem diversas atividades de promoção do livro e da leitura.

Exposições Documentais | junho 2019 | Horário da BMFC | Entrada livre
Leituras sobre… Oceanos: Cuidar e tratar urge!
newsletter bmfc Está patente ao público, no átrio da biblioteca, a exposição «Leituras sobre… Oceanos: Cuidar e tratar urge!».
Esta exposição visa assinalar o Dia Mundial dos Oceanos e, simultaneamente, divulgar o acervo documental da biblioteca sobre esta temática.

Biblioteca do Anis Estrelado e Biblio.Juv
newsletter bmfc Com o intuito de divulgar o acervo documental da biblioteca referente ao público infantojuvenil, está patente, na respetiva secção, uma seleção de documentos para empréstimo e leitura em família organizados em duas exposições documentais dedicadas ao Dia Mundial dos Oceanos.
A exposição Biblioteca do Anis Estrelado ‘Mar: Que onda tão grande!’, destinada a crianças até aos 9 anos, famílias e agentes educativos, e a exposição Biblio.Juv 'Férias na água: Vou dar um mergulho!', que se destina a jovens dos 10 aos 17 anos, famílias e agentes educativos, reúnem uma seleção de obras relacionadas com os oceanos.

Exposição UNESCO «Património Cultural Subaquático em Portugal»
newsletter bmfc Esta exposição reflete o trabalho científico realizado em Portugal e que tem vindo a ser desenvolvido no âmbito da salvaguarda, valorização e proteção dos sítios arqueológicos subaquáticos, considerados como exemplos de boas práticas e enquadrados nos Objetivos globais da Agenda 2030.

Contos com Obra
Sessões de leitura de histórias infantis que, de uma forma lúdica e pedagógica, a partir do livro e da realização de uma atividade promovem o prazer da leitura.

Programa Jardins-de-Infância
04 e 18 junho 2019 | 14h00
Conto: «Stella: estrela do mar» | Atividade: criação de uma Estrela-do-mar a 3D
Sinopse do Conto: Estela e seu irmãozinho estão passando o dia na praia. Estela já esteve lá antes e conhece todos os segredos do mar, mas Marcos tem muitas perguntas a fazer: "O peixe-gato mia? O cavalo-marinho galopa?" Estela tem resposta para tudo.



Programa Escolas EB1 e ATL
05 e 19 junho 2019 | 14h00
Conto: «A Mimi no fundo do mar» | Atividade: realização de um postal Pop-up
Sinopse do conto: Mimi adora mergulhar no mar… Mas o Rogério não tem tanta certeza e, por isso, a Mimi resolve transformar-se a si e ao seu grande gato preto em criaturas das profundezas. Mas algo acontece no fundo do mar...



Às quartas com… António Paraíso
12 junho 2019 | 21h30 | Entrada livre
newsletter bmfc António Paraíso é o convidado da próxima sessão do ciclo de conferências “ Às quartas com…” organizada pelo Rotary Clube de Oliveira de Azeméis em parceria com a biblioteca municipal.
O tema em análise nesta conferência é “A magia do luxo”..


Clube de Leitura “Encontros com Ferreira de Castro” - «A jangada de pedra» de José Saramago
27 junho 2019 | 21h30 | Inscrição obrigatória
newsletter bmfc O Clube de Leitura é um espaço que visa promover a obra literária de um/a escritor/a e a troca de experiências sobre a sua leitura. Para esta sessão, a obra em análise é «A jangada de pedra» de José Saramago.
Aberto à comunidade em geral, sendo que cada participante deverá trazer o seu livro para cada sessão, pretende-se no clube de leitura participantes que conseguem ler com o coração desarmado, que se surpreendem, se espantam, se deixam afetar pelo que leem!

As viagens do Anis – Programa de Visitas à BMFC
Quarta a sexta-feira 2019 | 10h30 às 12h00 | Inscrição obrigatória
newsletter bmfc No sentido de dar a conhecer o Anis Estrelado e proporcionar visitas guiadas à biblioteca, a BMFC promove um programa de dinamização dos seus espaços e serviços.
De uma forma lúdica e pedagógica, pretende-se que crianças, jovens e seniores conheçam a biblioteca e usufruam de momentos de pura diversão e de aprendizagem em contexto não formal.



Novidades e sugestões de leitura - maio    


newsletter bmfc Título: A mulher que correu atrás do vento
Autor: João Tordo
Assunto: Literatura portuguesa -- romance
Cota: FG LP(R) TORD-J. mul

"1892, Baviera. Lisbeth Lorentz, uma professora de piano, apaixona-se por um aluno de 13 anos que sofre de autismo. Ao descobrir que ele é um prodígio, instiga-o a compor um concerto durante as aulas e, um dia, sem explicação, fá-lo desaparecer.
1991, Lisboa. Beatriz, uma estudante universitária — que sonha com o toque das mãos da mãe falecida — envolve-se com o autor d’A História do Silêncio, um romance sobre Lisbeth Lorentz. Ao mesmo tempo, enquanto voluntária num abrigo para mendigos, Beatriz conhece Lia, uma jovem adolescente com um passado incógnito e um presente destruído.
1973, Londres. Graça Boyard, portuguesa, dá à luz a primeira e única filha. Fugida de Lisboa durante as cheias de 1967, para escapar à tirania do pai e à mordaça da ditadura, regressa à capital após a Revolução, tornando-se uma actriz de renome — e abandonando a filha ainda criança.
2015, Lisboa. No consultório de uma terapeuta, Lia Boyard desfia a sua história, dos anos de mendicidade ao momento em que decide procurar a mãe. É aqui que começam a unir-se as pontas de um romance a várias vozes: a história de quatro mulheres - Lisbeth, Graça, Beatriz e Lia - que atravessam um século de História e diferentes geografias, unidas por uma força que transcende a própria vida."
Texto extraído da sinopse da obra "A mulher que correu atrás do vento"

newsletter bmfc Título: Um amor português
Autor: José Jorge Letria
Assunto: Literatura portuguesa -- romance histórico
Cota: FG LP(RH) LETR-J. amo

"Esta é a história do amor proibido de D. Maria da Penha de França de Mendonça e Almada e D. João de Mascarenhas. Sob a forma epistolar, o romance regista um escândalo que abalou o reinado de D. João V, pondo fim a dois casamentos que a moralidade cortesã recomendaria que fossem mantidos sob a capa hipócrita das aparências. O amor de D. Maria e D. João acabou por implicar a perseguição, o exílio e a prisão, para além da inevitável condenação moral da época."
Texto extraído da sinopse da obra "Um amor português"

newsletter bmfc Título: Jalan Jalan: uma leitura do mundo
Autor: Afonso Cruz
Assunto: Literatura portuguesa -- romance
Cota: FG LP(R) CRUZ-A. jal

"Apesar da beleza da paisagem, dos campos de arroz, do verde omnipresente, dos templos hindus, dos macacos zangados, uma das melhores coisas que trouxe de Bali foi uma oferta do João, que me embrulhou e ofereceu uma palavra, talvez duas: Jalan significa rua em indonésio, disse-me. Também significa andar. Jalan jalan, a repetição da palavra, que muitas vezes forma o plural, significa, neste caso, passear. Passear é andar duas vezes. (…) Passear é o que fazemos para não chegar a um destino, não se mede pela distância nem pela técnica de colocar um pé à frente do outro, mas sim pelo modo como a paisagem nos comoveu ou como o voo de um pássaro nos tocou. É um pouco como a arte, tem o valor imenso de tudo aquilo que não tem valor nenhum. Pode não ter razão, destino, objetivo, utilidade, e é exatamente aí que reside a riqueza do passeio. Não existem profissionais do passeio. Chesterton, que era um grande apologista do amador, dizia que as melhores coisas da vida, bem como as mais importantes, não são profissionalizadas. O amor, quando é profissionalizado, torna-se prostituição."
Texto extraído da sinopse da obra "Jalan Jalan: uma leitura do mundo"

newsletter bmfc Título: A construção do vazio
Autor: Patrícia Reis
Assunto: Literatura portuguesa -- romance
Cota: FG LP(R) REIS-P. con

"A história de Sofia, uma menina-tesoura que sobrevive a uma relação de violência e abuso e cresce com a convicção de que a maldade supera tudo.
Será possível atenuar a dor?
Como se resiste ao fantasma real da infância?
Que decisões partem dessa memória e podem limitar a vida?
Sofia abriga-se na amizade de três homens, Eduardo, Jaime e Lourenço, e vive sem desejo, sem vontade, de construção em construção, sendo o vazio o objectivo final."
Texto extraído da sinopse da obra "A construção do vazio"

newsletter bmfc Título: O ministério da felicidade suprema
Autor: Arundhati Roy
Assunto: Literatura estrangeira -- romance
Cota: FG LE(R) ROY-A. min

"Num cemitério da cidade, Anjum desenrola um tapete persa puído entre duas campas. Num passeio de betão surge um bebé, como que do nada, num leito de lixo. Num vale coberto de neve, um pai escreve à filha de cinco anos, falando-lhe do número de pessoas que estiveram presentes no seu funeral.
Num apartamento, sob o olhar atento de uma pequena coruja, uma mulher solitária alimenta uma osga até à morte. E, na Jannat Guest House, duas pessoas dormem abraçadas como se tivessem acabado de se conhecer.
Uma viagem íntima pelo subcontinente indiano, desde os bairros superlotados da Velha Deli e os centros comerciais reluzentes da nova metrópole às montanhas e os vales de Caxemira, com um elenco glorioso de personagens inesquecíveis, apanhadas pela maré da História, todas elas em busca de um porto seguro. Contada num sussurro, num grito, com lágrimas e gargalhadas, é uma história de amor e ao mesmo tempo uma provocação. Os seus heróis, presentes e defuntos, humanos e animais, são almas que o mundo quebrou e que o amor curou. E, por este motivo, nunca se renderão."
Texto extraído da sinopse da obra "O ministério da felicidade suprema"

newsletter bmfc Título: Como pode ser a democracia
Autor: Equipo Plantel
Assunto: Viver em sociedade
Cota: FI 3 EQUI com

"A democracia é como um recreio onde todos podem brincar ao que quiserem.
Como se diz neste livro, a democracia pode ser comparada a um jogo; mas não é um jogo em que uns ganham e outros perdem: nela, todos ganham. e o que ganham? Algo a que muitas vezes não se dá o devido valor, mas que faz muita falta quando desaparece: a LIBERDADE de escolher como deve ser o mundo em que vivemos, e o que podemos fazer para partilhá-lo pacificamente com todos."
Texto extraído da sinopse da obra "Como pode ser a democracia"

newsletter bmfc Título: Na quinta: o primeiro livro do bebé
Autor: il. Maxinhe Davenport, Cindy Roberts
Assunto: Literatura estrangeira -- primeiras leituras
Cota: FI LE(PL) DAVE-M. naq

"Este é um livro perfeito para mostrar ao bebé os primeiros animais e palavras! O forte contraste de cores e as imagens ajudam no desenvolvimento visual e o formato acordeão é ideal para explorar a posição de bruços, fundamental para ajudar o bebé a esticar as pernas e melhorar o controlo da cabeça e do pescoço."
Texto extraído da sinopse da obra "Na quinta: o primeiro livro do bebé"

newsletter bmfc Título: Quente e frio
Autor: Susannah McFarlane
Assunto: Literatura estrangeira -- romances e aventuras
Cota: FJ LE(RA) MCFA-S. que

"Emma Jacks, agente especial SHINE EJ12, decifra códigos e desvenda planos maléficos por todo o mundo.
Ajudando todas as raparigas a ser heroínas!
E para ser uma heroína não são precisos superpoderes.
Apenas é necessário usar a inteligência e coragem! Enquanto agente, a Emma consegue fazer tudo: se ao menos a vida do dia-a-dia fosse assim tão fácil também..."
Texto extraído da sinopse da obra "Quente e frio"


Autor do mês - junho    

newsletter bmfc
Fotografia do Arquivo da Fundação Nobel
T. S. Eliot é o nome literariamente adotado por Thomas Stearns Eliot. O escritor nasceu em St. Louis, Missouri, a 26 de setembro de 1888, onde viveu até à idade de 18 anos. Filho de uma família ilustre de Boston, não teve dificuldade em ingressar, em 1906, na universidade da elite norte-americana, Harvard. Aí concluiu com brilhantismo, em quatro anos, o curso de medicina. Depois, nessa mesma universidade, obteve o título de doutor em filosofia. Passou a residir na Inglaterra no ano de 1914 e, após a deflagração da Primeira Guerra Mundial, lecionou filosofia na conceituada universidade de Oxford. Com 25 anos, T. S. Eliot resolveu que não voltaria a morar nos Estados Unidos e no ano de 1927, quando contava com 39 anos de idade, tornou-se cidadão britânico.
Acabaria por se tornar um dos poetas modernos mais discutidos na Europa e nos Estados Unidos, com poemas de excecional qualidade, como é o caso de A Terra Devastada (1929), mas também foi responsável por importantes ensaios e peças para o teatro, dentre elas Assassinato na Catedral (1935). A sua morte, a 4 de janeiro de 1965, na Inglaterra, deixaria uma importante lacuna na dramaturgia e na literatura e é aclamado por muitos como o maior poeta do século passado. Em 1948 foi agraciado com a Ordem ao Mérito do Império Britânico e com o Prémio Nobel de Literatura, pela sua notória contribuição para a poesia.

"Onde está a sabedoria que nós perdemos no conhecimento? Onde está o conhecimento que nós perdemos na informação?”
T. S. Eliot


Sítio oficial do poeta T. S. Eliot - http://tseliot.com/


Na próxima newsletter...   

bibli(U)NESCO | julho 2019 | Dia Mundial da População (11 de julho)
    Conhecer o Objetivo 14 – Proteger a vida marinha
    Exposições Documentais Temáticas:
        Leituras sobre… População: Crescermos em condições iguais!
        Biblioteca do Anis Estrelado Exposição Documental – Os povos: A Matilde é pretinha!
        Biblio.Juv Exposição Documental – As cidades: Barcelona é fantástica!
Contos com Obra «Onde estás, caracol?» - Jardins-de-Infância | 02 julho 2019 | Inscrição obrigatória
Contos com Obra «Um ladrão debaixo da cama» - EB1 e ATL | 03 julho 2019 | Inscrição obrigatória
Biblioteca fora de horas | noite de 05 para 06 julho | Inscrição obrigatória
Um/a escritor/a apresenta-se… Luísa Sousa | 11 julho 2019
As Viagens do Anis | Programa de Visitas | 4.ª a 6.ª feira
Autor do mês | William Faulkner (1897-1962)
Sugestões de Leitura
E mais notícias...

2019 © Biblioteca Municipal Ferreira de Castro.  
 
 
Esta comunicação é enviada pela Biblioteca Municipal Ferreira de Castro de acordo com a sua preferência e consentimento, no cumprimento do estabelecido no Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados Pessoais. Para mais informações consulte a Política de Privacidade em http://www.bm-ferreiradecastro.com/politica_privacidade.